Brasileiros pelo Mundo

Chile em 7 dias

Roberta Medeiros

Uma viagem deslumbrante, superou expectativas minhas e do meu namorado. Fomos para o Santiago – Chile na ultima quinzena de setembro, na expectativa de pegar um pouquinho de neve, e pegamos, mesmo no começo do degelo, ainda sim o Chile nos surpreendeu com paisagens fascinantes.

ChileHospedagem:

Fiquei hospedada no Hotel Panamericano. Fica no centro antigo de Santiago, próximo ao palácio La Moneda (sede do governo chileno e onde tem a famosa troca de guarda) e a linha de metrô vermelha La Moneda.

20/09/2016 – Primeiro dia: Chegada, passeio pelo centro antigo de Santiago e Sky Costeneira

Pegamos o primeiro voo de madrugada aqui no Brasil. Fizemos uma escala na Argentina por 2 horas (passa rápido) e de lá chegamos em Santiago as 10 da manhã. Fomos direto para o hotel, fizermos nosso check-in e já disponibilizaram o quarto. Estávamos cansados da viagem, tomamos um banho e fomos conhecer o centro e aproveitar para trocar o dinheiro.

Ao andar pelo centro, nos deparamos com um centro limpo, organizado e por onde olhava tinha um policial na esquina ou se locomovendo. Não vi pichações, meu hotel estava próxima a rua de câmbio Augustinas, passamos pelo Palácio La Moneda e seguirmos para a casa de câmbio. Troquei real por peso chileno. Saindo, fomos procurar um lugar para almoçar. achamos o Mc Donald’s deles, Pedro, Juan & Diego, ótima opção de fast food os lanches todos vão molho de abacate e batatas fritas grandes, muito bom por sinal, e excelente alternativa aos caros restaurantes do Chile.

Depois de uma almoço bom, fomos até a La Plaza de Armas onde nos deparamos com Catedral metropolitana de Santiago, Museo Historico Nacional, Correo Central, Museo de Arte Sagrado e o Al Pueblo Indígena de Enrique Villalobos.

Ao deslumbrar essa parte histórica e encantadora, pegamos o metro ali mesmo, fomos até a estação Tobalaba, há dois minutos a pé, esta o shopping Costanera onde encontra a maior torre da América Latina Sky Costanera. Tem um vista sensacional de Santiago inteira, uma torre de 300 metros de altura, 61° andares sobe pelo elevador, o 62° tem uma escada rolante para chegar lá, e sim, uma vista panorâmica de 360° da cidade, uma dica, vá no horário do pôr-do-sol, fotos lindas.

Chile

21/09/2016 – Segundo dia: Valle Nevado – Farellones

O dia mais esperado da viagem, conhecer a neve, no começo da época do degelo, ainda sim tinha bastante neve. Fiz o tour por agência Santiago Tour. Nunca vi paisagem mais maravilhosa um espetáculo a parti. Nos divertimos muito, fizermos boneco e anjo de neve, jogamos bola de gele um no outro.

Antes, passamos em um local para alugamos botas, calças e luvas, precisa caso queria andar na neve, o passeio dura o dia inteiro então, leve água, bolachinhas e/ou salgadinho para comer.

o-tuga-roberta-medeiros 3

22/09/2016 – Terceiro dia: Cajon del Maipo e Embase el Yeso

Passeio que dura o dia todo. Começamos conhecendo o centro de Cajon. Pequeno vilarejo que encanta. Tomamos café e tornamos a seguir viagem. Nossa segunda parada foi no túnel ferroviário Del Tinoco, que encerrou as atividade em 1980.

Chile

A entrada luminosa, com paredes abertas em forma de arco, mostram uma visão muito bonita das montanhas e do rio Maipo. Do outro lado do túnel tem uma homenagem “un amigo de muchos”, um menino de 18 anos conhecido “El Willy” que em 1998 se suicidou, e desde então dezenas de pessoas visitam esse lugar e deixam objetos a sua memória.

Seguindo viagem, próxima parada, Las Cascaras, lá se encontra um antigo acampamento da Construtora Vial Pascal no ano de 1967, empresa que construiu Embalse el Yeso, tempos depois o local foi abandonado.

Chile

Próxima e ultima parada, a estrada é um pouco estreita e de pedras. Enfim, chegamos em Embase el Yeso, uma montanha de gelo, refletida num lago azul turquesa, tão bela e encantadora, sobre as fotos ficaram perfeitas.

23/09/2016 – Quarto dia: Vinícola Santa Carolina e Estádio do Colo Colo

Descobrirmos que iria ter um jogo de futebol no estádio do Colo-Colo, pegamos o metro até a estação Pedreiro linha verde. Chegando na bilheteria, descobrirmos que o jogo era meio dia (a maioria dos jogos é nesse horário). Infelizmente não dava para ir, pois tínhamos um passeio nesse horário, mas ficamos e fomos visitar o estádio e o seu museu de futebol, pequeno mais com uma vista linda para os Andes.

Chile

Aproveitamos e almoçamos no shopping do outro lado da Avenida e seguimos para a Estação Rodrigo de Ayara, onde se encontra a vinícola mais antiga de Santiago, Santa Carolina, Declarada Monumento Histórico do Chile no ano de 1973. O tour começa pelo jardim muito bonito, passando pela Casona Colonial, as adegas da superfície e descemos para cava subterrânea, provamos 3 tipos de vinhos deliciosos, o lugar é muito charmoso.

Chile

24/09/2016 – Quinto dia: Concha Y Toro, Museu Nacional Belas Artes e Balada Bellavista

De manhã fomos ao Concha Y Toro, dizem que ela é muito comercial, mas não foi bem isso que vi. Conheci sua história, degustei 3 vinhos divinos (branco, suave e seco), fotos maravilhosas, leve um casaquinho básico faz frio lá!

Na volta, fomos para o Museu Nacional Belas Artes, descemos na estação Baquedano e fomos andando pelo parque Florestal onde todos os chilenos se reuni com sua família, chegamos no museu, muito belo, entrada gratuita.

Chile

A noite, fomos jantar no Hostel Aji fica próximo ao metro Salvador, pagamos 6 mil pesos cada um com direito a comida típica, vinhos e sucos, as 23 horas fomos uma balada que é conveniada com o Hostel, adorável E divertidíssima, muito pisco por sinal, recomendo o hostel para mochileiros.

25/09/2016 – Sexto dia: Viña del Mar

Fomos para Viña del Mar por conta. É um passeio para o dia todo. Era Domingo, então o metrô só abre as 8 horas. Então, pegamos a linha vermelha até a estação Universidad de Santiago, compramos bilhete ida e volta (a volta deixamos horário aberto), 11 mil pesos, duas horas de viagem de ônibus, mais vale muito apena. A cidade é plana da para andar tranquilo.

O principal passeio na cidade é curtir as praias dos chilenos e andar pelo calçadão cheio de jardins. Vi muitos prédios e casas de temporada que ficam lotadas no verão. Primeira parada, o Museu Fonck dedicado à Ilha de Páscoa, tem um Moai original doado pela ilha de 2,90 metro, a entrada do museu 2.800 pesos chilenos.

Chile

Fomos até o Reloj de Flores, ponto turístico de lá, um charme. Seguimos pela orla (Castillo Wulff, praia Playa Acapulco e Playa el Sol) andamos pelo calçadão. Tem as dunas que são muito bonitas. Como o tempo não favoreceu vir apenas da orla. Nossa próxima parada foi o Castelo Wulff que estava fechado mas rendeu fotos bonitas. Um castelo edificado sobre uma fundação de rochas que fica na beira do mar.

26/09/2016 – Sétimo dia: Troca de Guarda

No nosso último dia, deixamos para ver a famosa troca de guarda chilena no Palácio La Moneda, não tem todos os dias, muda conforme o mês entre dias pares e ímpares, e Setembro caiu no dia par, inicia as 10 horas da manha, mas recomendo chegar uns 20 minutos mais cedo, lota de turista. No dia que assisti, quem estava dando as ordens eram as três mulheres que passavam todas as instruções. Seus guardas com roupas muito bem alinhadas, botas brilhando, bandeira do Chile, acompanhando a banda (que tocou musicas típicas chilenas e um breve bolero) e belíssimos cavalos. Uma atração imperdível.

Chile

E o relógio de flores…

Chile

Imagens: Acervo pessoal de Roberta.

Até logo!

🙂 Gostaria de nos acrescentar alguma informação ou nos alertar quanto a algum possível erro?

Envie um e-mail a contato@o-tuga.com

Comentários

comentários

Sobre o autor

Roberta Swyanne de Medeiros

Roberta Swyanne de Medeiros

Apaixonada por viajar, e agora, pelo Chile.