Mochilando

Museu de Marinha – Um Mundo de Descobertas em Lisboa, Portugal

Museu da Marinha
Loraine Eira
Escrito por Loraine Eira

Foi a 22 de julho de 1863 que D. Luis, “o Rei marinheiro”, fundou o Museu de Marinha, ficando a sua sede na Sala do Risco junto à Escola Naval. Em 1916, após um incêndio de grandes proporções, que destruiu inúmeras peças, a necessidade de novas instalações tornou-se o principal objetivo, tendo só em 1948, com a doação efetuada por Henrique Maufroy de Seixas, sido possível a nova instalação no Palácio do Conde de Farrobo, nas Laranjeiras.

Entretanto, um velho sonho da Marinha permanecia latente: o da instalação do Museu de Marinha nos Jerónimos, em Belém.

Não é difícil entender a importância simbólica de que se reveste este local, onde se situou a ermida de Nª Sra de Belém, mandada erigir pelo Infante D. Henrique e onde Vasco da Gama e seus companheiros ouviram missa antes de partirem para a viagem que os levaria ao descobrimento do caminho Marítimo para a India.

Em julho de 1959 uma determinação governamental tornou o sonho realidade e no dia 15 de agosto de 1962 o Museu de Marinha seria finalmente inaugurado no Mosteiro dos Jerónimos.

O Museu dispõe de um património cujo valor reside em ser instrumento privilegiado de divulgação da história da nossa identidade e cultura.

O seu espólio inclui peças das mais variadas tipologias, incluindo fotografias, desenhos e planos de navios, até às diversas peças em tamanho natural, como as galeotas, embarcações tradicionais e hidroaviões.

Contando com cerca de 17 mil peças, foram escolhidas cerca de 2.500 para constituição da exposição permanente, podendo as mesmas ser observadas e apreciadas no decurso da visita às diversas salas do Museu de Marinha, entre as quais destacamos:

– Sala dos Descobrimentos

Recentemente remodelada, esta sala remete-nos para a época áurea das navegações portuguesas.

Ao longo desta sala encontra-se um conjunto de modelos dos navios utilizados durante a Expansão portuguesa, coleções de peças de artilharia, astrolábios náuticos, caravelas e naus e uma pequena escultura em madeira, o Arcanjo S. Rafael (uma das peças mais significativas no espólio do Museu de Marinha).

–  Sala das Camarinhas Reais

Nesta sala podemos apreciar as Camarinhas do Iate Real Amélia   construído na Escócia em 1890.

As camarinhas foram utilizadas pelo rei D. Carlos e pela rainha D. Amélia, tendo sido preservadas após o desmantelamento do navio em 1938, assim como louças, cristais e faqueiros.

– Pavilhão das Galeotas

Neste espaço encontram-se em dimensões originais, muitos dos modelos como galeotas reais, embarcações de tráfego fluvial e de pesca, embarcações de recreio, 3 carros fabricados nos finais do séc. XIX e um conjunto de peças dedicado à Aviação Naval Portuguesa criada em 1917.

Informações Museu:

Horário

10h – 17h (01 Out. a 30 Abr.)

10h – 18h (01 Mai. a 30 Set.)

Encerrado a 25 Dez; 1 Janeiro; Domingo de Páscoa e 1 Maio

Duração média da visita

1h30m/2h

Preço Bilhetes

0 aos 3 anos  – gratuito

4 aos 12 anos –  – 3,25

Estudantes – 3,25€

Adultos – 6,50€

Mais de 65 anos – 3,25€

Localização

Para mais informações

Telefone: (351) 210977388

Visite o site do Museu de Marinha ou através do e-mail.


“Lugares para visitar em Lisboa?”, lembre-se dessa matéria e você terá a resposta do que fazer em Lisboa e que tipo de turismo Lisboa poderá proporcionar!

Faça o seu roteiro turístico para conhecer os principais pontos turísticos. Coloque o Museu da Marinha em sua lista e bom passeio!

😉 Gostaria de nos acrescentar alguma informação ou nos alertar quanto a algum possível erro?

Envie um e-mail a contato@o-tuga.com

Contéudo / Imagem via Museu da Marinha

Comentários

comentários

Sobre o autor

Loraine Eira

Loraine Eira

Fundadora do O-TUGA, é colecionadora de carimbos no passaporte e de fotografias. Se apaixonou por Dublin em seu intercâmbio em 2014 mas escolheu a terra dos tugas para criar raízes em 2015. Definitivamente, uma paulistana que resolveu deixar São Paulo para descobrir o mundo!!!