No Mundo

Minha viagem à Grécia!

Viagem à Grécia

Nossa viagem começou em Munique. Fomos de trem do aeroporto para a estação principal (Munchen Hauptbanhof). Lá deixamos as malas nos lockers (6 euros o armário grande por 24h – só moedas) e fomos andar pela cidade.

As atrações principais são concentradas no entorno da Marienplatz, é possível ver quase tudo a pé.

Viagem à Grécia

Fomos ao Viktualien Markt, é parecido com um mercado municipal nosso, para quem gosta de ver os costumes de alimentação de um lugar, vale a pena conferir. Almoçamos por lá, como não conhecíamos nada, apostamos no restaurante mais cheio, o Müchner Suppenküche, eles vendem sopas e além de deliciosa, tem ótimo preço.

Viagem à Grécia

A parte da viagem da Grécia começou com um vôo de Munique para Atenas. Entretanto, existem vôos direto para as ilhas durante o verão. Como decidimos em cima da hora, não tivemos muitas opções.

De Atenas fomos para Santorini pela Skyexpress, serviço ok.

Viagem à Grécia

No aeroporto de Santorini, já tínhamos um carro alugado nos esperando e lá não tem jeito, precisa alugar mesmo.

No nosso caso, o hotel que reservou o carro para nós e deu tudo certo. Ficamos hospedadas no Vila Pezoula, que fica em Oía.

Alugamos um studio e, para nossa surpresa, o estúdio ficava a 3km da recepção do hotel, mas deu tudo certo, tudo limpinho, com vista para o mar, café da manhã era deixado no quarto de um dia pro outro, era bom e tinha um iogurte grego caseiro dos deuses, valeu a pena.

O principal compromisso nosso (e quase todos os turistas!) em Santorini é caçar pôr do sol, cada dia vimos de um lugar…

Viagem à Grécia

Mas definitivamente o mais bonito é em Oía, o sol entra no mar, lindo demais. Aliás, Oía inteira é linda!

Viagem à Grécia

Fira, que é o centro de Santorini também é muito bonito. A parte que fica a desejar em Santorini é praia para banho, a melhor que fomos chama Perissa, de areia negra.

Outra coisa muito legal em Santorini é um teatro que simula um casamento grego, uma atração típica para turistas, que vale a pena, chama “The White Door” e fica em Fira. O ingresso dá direito a uma mesa com petiscos típicos gregos, água e vinho branco à vontade, e no final, eles fornecem até prato para todo mundo quebrar.

A noite tem alguns pubs/bares em Fira, legal, mas para curtir balada mesmo tem de ser em Mykonos!

Saímos de Santorini num barco da Hellenic seaways, o highspeed 7, chegamos em Myk em 2h, good choice!

Tem barcos pela Blue Star também, porém, teríamos de fazer uma troca de barcos e leva mais tempo.

No porto de Mykonos fomos recepcionadas pela van do hotel, serviço gratuito que aparentemente todo hotel oferece.

Ficamos no Tropicana hotel, na Paradise Beach. É lugar para quem quer curtir, em frente ao hotel, tem um Beach Club com festa todos os dias. Como fomos no final da temporada, não estava tão animado, mas nos divertimos muito mesmo assim. Nesse beach club tem restaurante, cadeiras para alugar na praia, tudo à disposição do público geral.

O hotel é bom, gostamos. A praia é ótima para banho, mar sem ondas, uma delícia. Tem uma outra praia conhecida por ir famosos, Psrou beach, o acesso é mais chatinho, mas nada impossível. Alugamos carro para ir e tivemos de parar o carro na estrada e descer a pé. A praia é linda, tem de ir. Tem como alugar cadeiras ou então na parte livre dá para ficar tranquilo, na canga mesmo.

Outra praia linda é Elia, onde concentra os hotéis, bem tranquila, mais casal e família.

Viagem à Grécia

Como fomos fora da temporada, as baladas famosas (Cavo, por exemplo) estavam fechadas, mas achamos um bar na Mykonos town muito bom, o Scandinavian. É um bar com vários ambientes e muito animado. Vale a pena conferir.

De Myk voltamos para Atenas de Aegan Airlines, muito bom.

Passamos o dia em Atenas, contratamos uma guia brasileira, conseguimos ver a cidade de carro. Ela nos buscou no aeroporto, nos levou no templo de Zeus – dica: vale a pena ir nesse antes dos outros e comprar o ingresso lá, tem um combo para todas as grandes atrações de Atenas que custa 30 euros e vale por 5 dias, e o melhor, não pega fila nesse lugar. Se deixar para comprar na Acrópole, por exemplo, perde tempo com fila.

Viagem à Grécia

* No lado esquerdo, o Parthenon visto do Templo de Zeus, e ao lado direito, as colunas do Templo de Zeus com o Parthenon ao fundo.

Do templo fomos para Acrópole, ela nos deixou lá e quando terminamos de ver, começamos a andar pela cidade de carro com ela explicando do carro e parando em alguns lugares.  Por fim, nos levou de volta para o aeroporto.

Atendeu bem o que precisávamos, pois só ficamos em Atenas por conta da escala, então aproveitamos para ver um pouquinho e deu certo.

Sobre quando ir, depende do que cada um quer, se for sossego, tem de ir no final de Maio até meio de Junho ou depois de 15 de Setembro até começo de Outubro, Julho e Agosto é muito cheio.

Como venta muito lá essa época do ano, é sempre bom deixar uma blusinha a tira colo.

A comida na Grécia é fantástica, comemos super bem lá e os preços são bons, só em Myk que é um pouco mais caro, mas nada absurdo.

😉 Gostaria de nos acrescentar alguma informação ou nos alertar quanto a algum possível erro?

Envie um e-mail a contato@o-tuga.com

Conteúdo e Imagem de Carolina Francisquette / Pixabay

Comentários

comentários

Sobre o autor

Carolina Francisquette

Carolina Francisquette

A paixão por viajar e conhecer novas culturas surgiu dentro de casa, por influência dos pais. Desde cedo aprendeu que um bom planejamento torna qualquer viagem possível. Adora compartilhar as experiências, sobretudo, as gastronômicas, de cada viagem.