Turismo em Portugal

Fim de semana Gastronômico em Lisboa, Portugal

fim de semana gastronômico
o-tuga
Escrito por o-tuga

“Moro na Suíça há 21 anos e faço parte de uma “confraria” de brasileiros expatriados.

Nos reunimos de tempos em tempos, em algum bom restaurante, na casa de algum dos participantes, etc.

História de rir um pouco, jogar conversa fora, e matar as saudades do Brasil. Encontros estes, onde há sempre a presença de bons vinhos e boa comida…

Genebra é uma das cidades europeias, onde há uma das maiores variedades de tipos de restaurantes no mundo. Isto aqui é uma torre de babel, também na gastronomia.

Pois bem, em um destes encontros, um dos “confreiros” sugeriu um fim de semana gastronômico em Lisboa!

A ideia foi logo aceita por alguns participantes! Alguns, como eu e ele, já conhecemos e frequentamos Lisboa e Portugal há mais de 20 anos, e assim, começamos a organizar a viagem.

Reservas de avião feitas separadamente e hotel reservado em conjunto. Escolhemos um bem central, na Praça dos Restauradores, para facilitar a movimentação pela cidade.

Restava programar a parte turística e gastronômica. Para a gastronômica, contamos com a ajuda e dicas da grande “chef” portuguesa Gisela Abrantes, radicada no Rio de Janeiro. Tentamos conciliar as duas coisas, pois alguns não conheciam, ou conheciam muito pouco Lisboa.

Bom, chegamos numa sexta-feira, alguns por volta do meio-dia e outros no início da noite. Metrô do aeroporto até o hotel, check-in, etc e estávamos prontos para desfrutar as delicias da cidade.

Caminhada pela baixa, a tradicional Ginjinha no Rossio, observação da arquitetura e lojas.

Depois? Mercado da Ribeira e almoço.

Já regado com bons vinhos tintos alentejanos, pastéis de nata como sobremesa, na ótima filial da “Manteigaria” no mesmo mercado.

Fim de semana gastronômico

Abro um parenteses neste ponto…

Sempre contestava este outro amigo que propôs a ida a Lisboa, quando ele afirmava que os pastéis da “Manteigaria” eram bem superiores aos de Belém.

Fizemos a prova desta vez, comendo nos dois lugares. Realmente ele têm razão, os da “Manteigaria” são muito superiores. Os de Belém infelizmente já não são os mesmos.

Resolvemos ir a pé até o próximo encontro, que seria em um restaurante no mercado no bairro de Alcântara, já junto com com o resto da turma que chegaria mais tarde, e iriam direto do aeroporto até lá.

Uma boa caminhada pela beira do Tejo até o antigo “point” de Lisboa (hoje um pouco decadente e vazio. Foi a impressão que ficou, talvez por ser inverno?) e as “Docas de Santo Amaro”.

Pausa em um bar local, para fazer hora até o próximo encontro, tendo como recompensa a bela vista do Tejo, do Cristo Rei de Almada, e da Ponte 25 de Abril. Só pela paisagem, já vale ir a este lugar…

“Rendez-vous” as 19h no Restaurante “O Mercado”, no mercado de Alcântara, para uma degustação/aula de vinhos portugueses, com um dos enólogos mais conceituados de Lisboa.

Entradas deliciosas (como os famosos “Carapaus” fritos, mariscos em geral, “percebes”, peixes, etc) regados com bons vinhos brancos portugueses. Passamos ao tintos, acompanhados com ótimo steak de carne de boi do Alentejo.

Tivemos o privilégio de presenciar um grupo do Minho cantando as “Janeiras” neste restaurante.

Fim de semana gastronômico

No total, degustamos 19 vinhos portugueses. Resolvemos “queimá-los”  e esticando a noite no simpático LX-Factory nas imediações. Muita música e animação.

Taxi e chegamos no hotel por volta de 3h da manhã. Sono reparador.

Sábado de manhã, “pequeno almoço” na tradicional “Confeitaria Nacional”, na Praça da Figueira e caminhada à pé flanando pelo antigo bairro de Alfama e seus mirantes.

Pegamos o elétrico 28 (que por si só já é um evento imperdível) com destino ao “Mercado de Campo de Ourique”. Eu era o único que já o conhecia.

Fim de semana gastronômico

Surpresa geral dos outros, simplesmente adoraram o lugar e a comida. Muito típico e tradicional português.

Boa caminhada do Campo de Ourique até o alto do Parque Eduardo VII , visita rápida ao “El Corte Inglés” em busca das famosas manteigas de ovelhas do Azeitão ( lá é ponto garantido de vendas, e certeza de achá-las).

Hotel, pequena “siesta” e estávamos prontos para a noite de Sábado.

“Rendez-vous” as 19h no que é considerado o “melhor bacalhau de Lisboa”, o Restaurante “Laurentina” não muito longe da Fundação Calouste Gulbenkian.

Bons vinhos e vários pratos de bacalhau. Todos ótimos!

Fim de semana gastronômico

Saímos do restaurante por volta de 23h, pegamos o metrô até o Cais do Sodré e fomos flanar nas imediações da famosa “Rua Rosa”. Poré, o destino era tentar ver algum Fado no Bairro Alto.

Tivemos sorte! Conseguimos entrar em uma das casas mais tradicionais de Fado Vadio de Lisboa, a famosa “Tasca do Chico”.

Lá, uma jovem cantora de Fado nos emocionou com sua bela voz e canções.

fim de semana gastronômico

Volta para o hotel por volta de 3h da manhã. A maratona estava longa.

Domingo, “pequeno almoço” no tradicional “Café Nicola”, no Rossio. Depois, uma caminhada pela “Baixa” e resolvemos experimentar e pegar um “Tuc-Tuc” na Praça do Comércio com destino a Belém.

Destino o novo museu MAAT (infelizmente ainda não totalmente aberto) e com um breve passeio de “tuc-tuc” pelo Bairro Alto, Príncipe Real, Estrela, etc.

Grata surpresa, pois a motorista era uma ex cantora portuguesa, que além de uma boa aula da Lisboa antiga, nos presenteou cantando músicas brasileiras como Elis, Chico, etc…e mesmo Adoniran Barbosa.

Mais tarde um passeio na Nune´s Real Marisqueira

fim de semana gastronômico

Na orla do Tejo em Belém, Torre de Belém, Mosteiro dos Jerónimos e elétrico com destino aos restaurantes nas imediações do Terminal de passageiros do Porto de Lisboa. Todos lotados! Resultado, voltamos para o tradicional “Mercado da Ribeira”.

Almoço, hotel, aeroporto e viagem de volta à fria Suíça…

Deixando para trás muita saudade de Lisboa, e do seu cordial povo…

Tempo de pensar em voltar em breve…”

Rubens Rezende Godinho

Até mais!

Confira mais vídeos no nosso Canal do Youtube

Gostaria de nos acrescentar alguma informação ou nos alertar quanto a algum possível erro? Envie um e-mail a contato@o-tuga.com | Imagem via autor

o-tuga-assessoria-em-portugal

Comentários

comentários

Sobre o autor

o-tuga

o-tuga

Essa publicação foi uma contribuição de um de nossos seguidores. Quer ver a sua história por aqui também? Mande-nos um e-mail e teremos o prazer em compartilhá-las.

contato@o-tuga.com