Turismo em Portugal

Um lindo símbolo chamado Torre dos Clérigos – Porto

Torre dos Clérigos Porto
Loraine Eira
Escrito por Loraine Eira

Um símbolo chamado Clérigos – Portugal em geral, a região norte e muito em particular a cidade do Porto, vivem tempos de grande euforia em matéria de turismo, de facto cresce de dia para dia o número de visitantes, nacionais e estrangeiros, que nos visitam.

A cidade do Porto mais do que duplicou dormidas e passageiros no aeroporto desde 2004, ano em que recebeu o campeonato europeu de futebol.

Um dos principais motivos para este ‘boom’

Um dos principais motivos para este ‘boom’ no número de visitantes foi a introdução de rotas ‘low cost’ no Aeroporto Francisco Sá Carneiro. De acordo com a empresa ANA, “importa referir o excelente desempenho da Ryanair, EasyJet, Transavia e Lufthansa, sendo que cerca de 65% do tráfego no aeroporto do Porto foi operado pela Ryanair e pela TAP Portugal”. Factor igualmente determinante foi a conquista, pelo segundo ano, do European Best Destinations (EBD), competição promovida pela European Consumers Choice, organização sem fins lucrativos de consumidores e especialistas, com sede em Bruxelas.

Mas a cidade tem que estar preparada para o dia seguinte, quem nos visita hoje deve partir com vontade de regressar, mas acima de tudo, deve ter vontade de passar a mensagem de que  – vale a pena conhecer o Porto.

Para os turistas temos que oferecer conteúdos, atividades culturais, recreativas, de lazer, gastronómicas e outras. A cidade tem que se adaptar aos vários targets, jovens e menos jovens, classe A ou C. As instituições têm que se questionar, constantemente, repensando o serviço que oferecem, alterando horários e renovando programação. No entanto, não podemos, nem devemos, esquecer os que cá vivem, os nossos vizinhos, os nossos conterrâneos e procurar formas de parceria para que todos possam beneficiar desta feliz e bem-vinda evasão.

Clérigos no Porto

Neste contexto, a Irmandade dos Clérigos, através da sua Igreja e Torre, posiciona-se como um dos principais pontos de interesse, local de visita obrigatória, dando um forte contributo em matéria de conteúdos culturais e de lazer.

A reabertura ao público em dezembro de 2014, permitiu oferecer à cidade e ao mundo, a Igreja, o Edifício Central e a Torre, totalmente recuperados e adaptados de forma a dar as melhores condições de segurança, permitindo um melhor usufruto da visita.

São muitas as razões que fazem da Igreja e da Torre dos Clérigos o Ícone do Porto, estatuto que ganhou novo dinamismo nos últimos tempos.

  • Concertos diários de órgão na Igreja (evento único no país);
  • Abertura da Coleção Christus, onde é possível apreciar um conjunto de obras que permitem ao visitante fazer uma viagem pelo tempo e pelo espaço, pela imagem e pela devoção, associados à imagem de Cristo e de toda a simbologia à mesma ligada;
  • A abertura, pela primeira vez em 250 anos, do Salão Nobre, Enfermaria, Sala do Despacho, Sacristia, onde é possível observar peças do espólio da Irmandade;
  • A nova iluminação da escadaria da Torre e os novos elementos de segurança, tornando o percurso mais fácil e permitindo fruir da fantástica vista de forma tranquila e segura;
  • A abertura da Torre entre as 19h e as 23h, tornando-a no único monumento nacional (pelo menos do Porto) a permitir, diariamente, a visita noturna e possibilitando observar o pôr-do-sol e a iluminação das cidades do Porto e de Vila Nova de Gaia. Uma vista exclusiva e privilegiada da ribeira até à foz, como canta o portuense Rui Veloso.

Estas são algumas das razões que explicam as razões de uma visita, mas também o sucesso e o número de 2 milhões de visitantes.

Gostaria de referir a importância da nossa equipa, orientada para o turismo e para o turista, prestando um serviço de acolhimento e de acompanhamento de excelência.

Por fim, e muito importante, gostaria de destacar que este elevado número de visitantes permite que mantenhamos em perfeitas condições este fantástico legado, património que nos foi deixado pelas gerações anteriores. Permite que estejamos constantemente a criar novos conteúdos para a cidade. Mas permite também que possamos ser solidários.

Na nossa programação temos incluído os fins-de-semana solidários, onde a receita de bilheteira de 3 dias reverte, na sua totalidade, para outras instituições: Instituto Português de Oncologia, Ligas de Voluntários de Hospitais, Cáritas, Bombeiros, são alguns destes exemplos de partilha.

Estamos de braços abertos à vossa espera.

Até breve!

Confira mais vídeos no nosso Canal do Youtube

Gostaria de nos acrescentar alguma informação ou nos alertar quanto a algum possível erro? Envie um e-mail a contato@o-tuga.com | Imagem via Torre dos Clérigos.

o-tuga-assessoria-em-portugal

Comentários

comentários

Sobre o autor

Loraine Eira

Loraine Eira

Fundadora do O-TUGA, é colecionadora de carimbos no passaporte e de fotografias. Se apaixonou por Dublin em seu intercâmbio em 2014 mas escolheu a terra dos tugas para criar raízes em 2015. Definitivamente, uma paulistana que resolveu deixar São Paulo para descobrir o mundo!!!