Dicas

Casamento de Imigrantes Brasileiros em Portugal

Casamento de Imigrantes Brasileiros em Portugal
Loraine Eira
Escrito por Loraine Eira

Sim, foi um dia muito lindo e especial. O dia em que fomos abençoados por Deus no Mosteiro dos Jerónimos, em Belém, e em seguida, recebemos nossos convidados em uma recepção na Casa do Alentejo, antigo Palácio Paes do Amaral ou Palácio Alverca em Portugal.

E nada melhor que falar desse dia através de uma matéria onde nós possamos ajudar próximos casais a organizar seu casamento, e também, falar dos amigos que surgiram através de fornecedores que estiveram ao nosso lado nesse momento tão especial.

Essa matéria é uma forma de ajudar novos casais que estão casando em Portugal mas também de homenagear excelentes profissionais que trabalharam para que esse dia fosse perfeito. E sim, foi perfeito!

Através de um bom planeamento que fizemos nosso casamento em menos de 2 meses. E sim, foram menos de 2 meses. Portanto, vamos voltar ao tema, vamos para a Itália para que vocês entendem como tudo começou para esse casal de brasileiros que se conheceram na Irlanda, ficaram noivos na Itália e casaram-se em Portugal.

Casamento de imigrantes brasileiros em Portugal

Ficamos noivos!

Tudo começou no meu aniversário, dia 19/11/2017, onde o Tales realizou meu sonho de conhecer Roma, Itália.

Numa viagem que decidimos fazer em cima da hora onde a bagagem ficou repleta de lindas recordações.

Tales me pediu em casamento depois do jantar, num local super delicioso, e claro, nosso casamento tinha que ser inesquecível assim como essa viagem.

Os preparativos

Ficamos noivos em Novembro de 2017 e casamos em Fevereiro de 2018. Rápido, não?! Sim, aproveitamos que a mãe do Tales já estava para vir no Carnaval e chamamos minha família e nossos amigos para estarem conosco nessa data super especial.

Mosteiro dos Jerónimos – Paróquia de Santa Maria de Belém

Casamento de Imigrantes Brasileiros em Portugal

Resolvemos nos casar no Mosteiro dos Jerónimos, pois a Paróquia de Santa Maria de Belém foi a primeira paróquia que entramos cá em Portugal e amamos!

A cerimónia foi celebrada pelo Pároco José Fernando, onde pedimos que o nosso casamento fosse realizado com missa que, com certeza valeu muito a pena. Foi muito emocionante!

Processo Católico

Como nós não somos residentes na Paróquia Santa Maria de Belém (Mosteiro dos Jerónimos), o processo é um pouco mais complexo mas de uma forma geral, muito tranquilo.

O processo começa com os noivos indo à paróquia da área de residência para pedir que organizem o processo de casamento (e respectiva transferência), do qual resultará um Certificado Patriarcado de Lisboa. Em paralelo, deverão tratar do Processo Civil.

Marcamos um encontro com o pároco da nossa freguesia para preparação da liturgia do Casamento, o qual aproveitamos e os convidamos para ser o padre à celebrar o nosso casamento no Mosteiro dos Jerónimos.

No encontro, entregamos os seguintes documentos:
  • Uma cópia da Certidão de Baptismo;
  • Uma cópia da Certidão de Nascimento.

Em seguida, fomos até a Conservatória do Registro Civil da área de residência (de um dos noivos, com o ideal de três meses de antecedência – o que fizemos com menos tempo e por sorte deu certo) e pedimos a organização do processo Civil prévio ao casamento católico. Esse processo resultou em um Certificado para o casamento.

Curso de Noivos

Nesse meio tempo, nos inscrevemos no CPM (Centros de Preparação para o Matrimónio), conforme sugestão da Paróquia de Santa Maria de Belém e do Pároco da nossa área. Na altura, não tinha nenhum curso de noivos disponível na Paróquia de Belém e tão pouco em Moscavide, o que nos deu a oportunidade de conhecermos a Paróquia da Portela onde fomos super bem recebidos.

Registro de Casamento em Portugal (casal brasileiro)

Aqui em Portugal, o processo para casamento, e o seu registo, começa numa conservatória do registo civil com a manifestação da intenção de casar iniciado pelos noivos (ou por um procurador que os represente).

O registo de casamento pode ser feito presencialmente em qualquer conservatória do registo civil ou através da internet.

Vamos apontar alguns pontos do nosso processo que achamos relevantes para que os noivos estejam preparados para dar inicio ao processo.

Documentos que nos foram solicitados:
  • Certidões de nascimento em inteiro teor e apostilada (convenção de Haia);
  • Documentos de identificação do casal com autorização de residência e passaporte;
  • Escritura da convenção antenupcial, se tiver sido feita convenção. Caso se declare que foi feita perante conservador do registo civil, consulta-se a base de dados para comprovar. Fonte – Instituto dos Registos e do notariado.
Resumidamente, os noivos devem indicar:
  • A modalidade do casamento (civil, católica ou outra forma religiosa);
  • Local do casamento – Se o casamento for fora da conservatória, é importante ter consigo os dados do local para indicar onde pretendem casar;
  • Dia e a hora do casamento, que devem ser acordados com o conservador;
  • Regime de bens – é muito importante que o casal já tenha decidido qual regime será escolhido antes de iniciar o processo;
Casamento no Registro Civil Aprovado

Dois dias depois recebemos uma ligação da Conservatória que nosso casamento tinha sido aprovado. Com isso, nos dirigimos a Conservatória para pegar o documento e levá-lo ao pároco da área de nossa residência, pois uma cópia desse documento fica na paróquia que fez o processo do casamento, e a original, no nosso caso, na Paróquia de Santa Maria de Belém – Mosteiro dos Jerónimos.

Documentos na Paróquia em Belém

O Certificado resultante do Processo Civil e também o Certificado do Patriarcado de Lisboa foram entregues na Paróquia conforme o prazo que nos foi passado de até 8 dias antes da data do casamento. Inclusive, aproveitamos e nessa entregamos toda a documentação preenchida pelos noivos relativo ao casamento e realizamos todos os pagamentos pessoalmente.

Custos para casar em Portugal através do processo civil
  • “Pelo processo e registo de casamento é devido o emolumento de 120 € (art.º 18.º, nº 3.1 do RERN);
  • Pelo processo e registo de casamento não urgente celebrado, a pedido das partes, fora da conservatória ou nesta, mas fora do horário de funcionamento dos serviços ou em sábado, domingo ou dia feriado com o transporte assegurado pelos interessados ou com acordo estabelecido com os interessados relativamente às despesas de transporte – 200€ (art.º 18.º, nº 3.2 do RERN);
  • Convenções antenupciais, se for convencionado um dos regimes tipo previstos no Código Civil -100€ (art.º 18.º, nº 4 do RERN);
  • Convenções antenupciais, se for convencionado um regime atípico de bens -160€ (art.º 18.º, nº 4.1 do RERN);
  • Pelo registo da convenção ou da alteração do regime de bens efetuada perante entidade diversa de conservatória do registo civil -30€ (art.º 18.º, nº 4.2 do RERN).” – Fonte
Prazo para organizar um casamento na Conservatória

No nosso caso, organizamos o processo em dois meses. Foi muito corrido, confesso. Se puderem fazer com mais tranquilidade, melhor.

O IRN declara que o “processo de casamento tem o prazo de validade de 6 meses, a partir da data em que o Conservador lavrar o despacho a autorizar o casamento. Os noivos devem apenas organizar o processo com 6 meses de antecedência mas é conveniente que o organizem com, pelo menos, 1 mês de antecedência face à data escolhida para a celebração do casamento.”

Um fato curioso…

No Brasil eu cheguei a ir em casamentos que um representante do civil estava na igreja para coletar as assinaturas dos noivos comprovando o matrimonio. No nosso caso, aqui em Portugal, foi totalmente diferente.

Demos entrada no processo na Conservatória. Assim que a documentação ficou pronta, entregamos na paróquia escolhida, no caso, na Paróquia Santa Maria de Belém (Mosteiro dos Jerónimos), onde essa documentação ficou com a paróquia até o dia do casamento. No dia do casamento, assinamos o livro da paróquia e ao mesmo tempo, o senhor padre nos deu o documento da Conservatória para assinarmos, onde ele nos informou, que na segunda-feira seria enviado a Conservatória para provar que o casamento tinha de fato ocorrido no local, dia e hora mencionados na solicitação de registro de casamento. Portanto, não pagamos nenhum adicional na Conservatória Civil para assinarmos esse documento na Paróquia, e como casaríamos na igreja católica, não tivemos que “casar no civil” outro dia.


Bom, como tudo correu exactamente como esperávamos, vamos aproveitar e indicar aqueles que fizeram esse dia ser tão especial!

Nós mais que recomendamos todos os nomes citados abaixo. Todos eles contribuíram para que nosso dia fosse perfeito como tínhamos em mente!

Filmagem

ForevArt: Não basta apenas viver um lindo momento, é preciso registrá-lo! E como vocês puderam ver no começo dessa matéria, existem momentos em nossas vidas que não bastam vivê-los, queremos “revivê-los”! E essa é a sensação, “revivemos” cada detalhe do que nos ocorreu nesse dia através desses excelentes profissionais que fizeram toda a captação de imagens e edição de vídeo. Inclusive, a equipa gravou e registrou toda a cerimónia no Mosteiro dos Jerónimos. Simplesmente sensacional!

Gostaria de aproveitar esse momento para parabenizar a ForevArt, pois esta semana a empresa recebeu o certificado do prémio que ganharam através do casamentos.pt. Acima de tudo, um reconhecimento com base no lindo trabalho dessa equipa! Parabéns, meninos e obrigada por terem feito parte do nosso dia!

Casamento de Imigrantes Brasileiros em Portugal

Fotografia

Stephanie Tôrres – Fotografia: A Stephanie é uma fotografa brasileira morando actualmente em Lisboa. Fizemos uma reunião para que eu pudesse conhecer mais ainda o trabalho dela e foi óptimo! Inclusive, a mesma possui uma vasta experiência com casamentos, ensaios fotográficos, aniversários, eventos e etc.

No dia do casamento, ela foi até o Hotel onde escolhemos nos arrumar e os cliques já começaram ali mesmo!

Casamento de Imigrantes Brasileiros em Portugal

Tanto eu quanto o noivo estávamos no mesmo Hotel, o que facilitou que ela pudesse registrar os noivos se arrumando, e assim, produzisse o nosso making of.

Casamento de Imigrantes Brasileiros em Portugal

Com certeza cliques e imagens de qualidade que não vão faltar no seu evento.

Vestido de Noiva & Fatos de Noivo

Princesa de Sonho – Desde 1988 a Princesa de Sonho possui modelos exclusivos, desenhados pela talentosa Maria José Rodrigues, e modéstia parte, não tinha como o meu vestido ter tido mais cuidados do que nas mãos dos anjos Maria José e Ilda Fernandes. A atenção que eu tive desde o primeiro dia com certeza foi inesquecível.

Casamento de Imigrantes Brasileiros em Portugal

Imaginem só… eu não estava ao lado da minha mãe e irmã para experimentar pela primeira vez um vestido de noiva. Sim, tanto a Maria José quanto a Ilda foram naquele momento as minhas parentes, uma verdadeira família. Deram dicas, falavam o que ficava mais bonito, que véu acompanhava melhor… Não me senti numa loja onde as vendedoras queriam vender, e sim, queriam tornar o meu dia mais lindo com o vestido dos sonhos, e foi assim que juntas, escolhemos e alteramos o meu vestido de noiva.

Maquilhagem e Cabelo

D&bora Makeup Artist and Hair: Para um dia inesquecível, a melhor profissional de todas! E sim, a Débora foi além das expectativas.

Conversamos pela primeira vez através de um grupo de Facebook e combinamos uma reunião para nos conhecermos e falarmos do dia do meu casamento, maquilhagem, cabelo,… foi óptimo! Através dessa reunião eu fiquei super segura que estava contratando uma grande profissional.

Em seguida, marcamos uma prova do tipo de maquilhagem e cabelo que eu tinha em mente para o grande dia. Claro, tudo correu tão bem que eu fiquei tranquila que tudo sairia da forma que eu esperava (super recomendo a prova – vale muito a pena!).

Bom, o dia chegou! Dia 10 de Fevereiro e eu acordei mega ansiosa. Depois de acordar, tomei meu pequeno almoço, e em seguida, conforme o combinado com a Débora, ela foi super pontual e estava lá.

Além de uma grande profissional, conversamos tanto e por dias que a Débora parecia ser uma familiar nossa. Todos amaram o jeito delicado dela de nos arrumar, como ela é meiga, delicada,…. ela tornou o nosso dia mais leve e feliz.

Enfim, já sou suspeita em falar dessa profissional. Uma pessoa linda por dentro e por fora que cuidou de todas nós num dia super especial.

A Recepção do nosso Casamento

Casa do Alentejo: De tantos locais que visitei, com certeza a Casa do Alentejo foi a melhor escolha!

Sim, aqui em Portugal é muito comum que noivos optem por quintas, mas como queríamos algo menor, mais acolhedor, acredito que a nossa escolha acabou sendo muito assertiva!

Construído no final do século XVII, pertenceu a uma família aristocrática – os Paes de Amaral (Viscondes de Alverca) – de quem adoptou o nome e o título de Palácio Paes do Amaral ou Palácio Alverca.

Casamento de Imigrantes Brasileiros em Portugal

Já no início do século XX (1917-1919) foi alugado por uma empresa que transformou uma parte do velho palácio no 1.º casino da capital – o Magestic Club.

Passava o ano de 1932 quando foi arrendado ao Grémio Alentejano, posteriormente denominado – Casa do Alentejo – tornando-se a sede da Associação Regionalista Alentejana.

Em 1981 é adquirido aos descendentes da família Paes de Amaral e tornou-se património de todos os alentejanos.

Flores

Florisul: Fiz vários orçamentos com floristas pela internet mas achei muito caro. Fomos na Florisul e compramos algumas flores para teste. Escolhemos rosas brancas para o meu bouquet e para decorar a mesa do bolo e dos convidados. Para a dama de honor, escolhemos o vivaz (gipsofila ou simplesmente mosquitinho).

Casamento de Imigrantes Brasileiros em Portugal

Ementa para almoço

Mimos Chocoká: A Karina foi quem produziu nossas ementas, e além disso, produziu todos os docinhos do nosso casamento. Desde o doce de olho de sogra italiano aos docinhos brasileiros que constam na ementa abaixo. Uma artista completa!

Casamento em Portugal

Conheci a Karina de uma forma muito engraçada. Eu tinha ido a um evento de TI em Lisboa onde estava lá em cima da mesa alguns morangos cobertos de chocolate que eram divinos! Sem brincadeira, eram sensacionais de tão bom. Ao lado dos docinhos, o cartão da Karina. Infelizmente eu perdi o cartão da Karina nesse mesmo dia e quando resolvemos casar, logo lembrei dos docinhos. Entrei na página do evento em que fui e lá estava uma foto do docinho dela com o nome da empresa. Na hora entrei em contato e a Karina produziu uma caixinha linda com uma degustação incrível.

Casamento de Imigrantes Brasileiros em Portugal

Estava tão delicioso que resolvemos comprar todos os docinhos da prova para o nosso casamento!

Casamento de Imigrantes Brasileiros em Portugal

Veja os docinhos que além de deliciosos, a Karina ainda teve o cuidado de fazer docinhos com as iniciais que estavam no convite e fazer casais de noivinhos também nos bombons. Um capricho, uma dedicação linda de se ver e deliciosa de ser provar!

Casamento de Imigrantes Brasileiros em Portugal

Bolo do Casamento

SweetLove Alcochete – A Elsa é dona da empresa e me atendeu desde o primeiro dia com muita atenção. Nos falamos depois de uma grande busca que fiz de boleiras que trabalhassem em Lisboa e encontrei sua empresa na Margem Sul, o que não foi nenhum problema, pois ela levou o bolo desmontado e teve o carinho de montâ-lo pessoalmente. Assim, não corria o risco do bolo cair de lá até a Casa do Alentejo.

Portanto, se você precisa de um bolo decorado para casamento, não deixe de falar com a Elsa. Garantia de qualidade tanto na parte visual quanto no gosto. Inclusive, ela também trabalha com bolos para aniversários, baptizado, primeira comunhão,… qualquer ocasião à ser celebrada! E além de bolos, cupcakes, nakedcakes, dripcakes e cakepops.

Casamento de Imigrantes Brasileiros em Portugal

Transfer

Se tem um detalhe no meu casamento que eu preciso citar, é o transfer!

Sei que muitos novos optam por carros antigos, limousine, mas queríamos algo bem simples. Sofisticado, mas simples.

Não tinha como tratar com uma empresa melhor. Conheci o Diego através de uma amiga guia de turismo em Lisboa. O Diego além de realizar este serviço, enviou os melhores e mais simpáticos motoristas que eu já conheci. Pontuais, super bem vestidos e de uma simpatia muito rara. Eles tornaram o nosso dia super tranquilo (apesar do nervosismo em que estávamos rsss).

Agendamos transfer para minha família ir até o Hotel para nos arrumarmos, do Hotel para o Mosteiro dos Jerónimos, e em seguida, a recepção. Contratá-los foi uma das melhores tarefas que fizemos dias antes do casamento. Super recomendo!

Casamento de Imigrantes Brasileiros em Portugal

Salto alto branco para a noiva

Stradivarius: Por conta dos grupos de noivas no Facebook, sei que não é fácil achar um salto alto branco e barato para as noivas. Portanto, gostaria de deixar essa dica que para mim, deu mais que jeito!

Casamento de Imigrantes Brasileiros em Portugal

Além de difíceis de achar, queria algo bem simples e em conta. Foi aí que achei esse salto através do site da Stradivarius.

Eles não tinham o salto no Shoppping Vasco da Gama (local mais próximo da minha casa). Sendo assim, comprei pela internet e em dois dias estava disponível na loja para que eu fosse buscar. Super prático! Recomendo!

Sinete para o Convite de Casamento

E. E. Sousa & Silva – No coração de Lisboa, fundada em 1819, a casa E. E. de Sousa e Silva, Lda é a primeira empresa de carimbos em Portugal, onde fizemos o sinete com as iniciais do nosso nome e também onde compramos o lacre na cor dourada para combinar com o convite.

Convite de Casamento

Salomé Lobo – Produtos personalizados como o idealizado pelos noivos a empresa é dedicada em realizar os sonhos dos clientes, fazendo com que o seu produto torne a ocasião ainda mais mágica.

Pregaminho do Vaticano

Confira a matéria que fizemos exclusivamente sobre este tópico: Casamento em Portugal com a Bênção do Papa Francisco.

E claro…

Grupos no Facebook – Sem esses grupos eu não tinha tirado as dúvidas que eu tinha no pouco tempo que tínhamos para organizar todo o nosso casamento. Portanto, se você vai casar em Portugal, aconselho que adira aos seguintes grupos de Facebook:

Espero que tenham gostado do resumo do que foi preparar o nosso casamento. Pelo menos para mim, uma alegria de ter recordado de cada detalhes para vos contar.

Grande beijo e até breve!

Confira mais vídeos no nosso Canal do Youtube
  • Gostaria de mais informações sobre como morar legalmente em Portugal? Se sim, entre em contato!
  • Leu a matéria e gostaria de nos acrescentar alguma informação ou nos alertar quanto a algum possível erro? Se sim, entre em contato!

o-tuga-assessoria-em-portugal

Comentários

comentários

Sobre o autor

Loraine Eira

Loraine Eira

Fundadora do O-TUGA, é colecionadora de carimbos no passaporte e de fotografias. Se apaixonou por Dublin em seu intercâmbio em 2014 mas escolheu a terra dos tugas para criar raízes em 2015. Definitivamente, uma paulistana que resolveu deixar São Paulo para descobrir o mundo!!!